De Cervantes até ao Século XXI nada mudou. As grandes questões são as mesmas. Quixote e Pança renascem em 2021 porque, mais do que nunca, é preciso lutar contra inimigos reais e imaginários, é preciso manter a lucidez em tempos de loucura, é preciso sonhar um mundo melhor por muito que nos pareça uma ilusão.

Dois atores, duas personagens, dois viajantes, aparentemente sem rumo, mas com um propósito, uma visão de um mundo, em busca de uma forma de viver, de ser. O sentido está no caminho, nas conquistas e nas derrotas, na luta por uma causa (mesmo que perdida), no sonho de algo melhor, na barriga cheia (ou vazia) e no dia que termina numa noite bem dormida.
Dom Quixote e Sancho Pança renascem, viajam de novo. Mas o Cavaleiro da Triste Figura e o seu fiel braço direito surgem agora numa versão beirã do século XXI e numa nova odisseia que começa em Almeida, a um tiro de Espanha e termina em Ílhavo onde o olhar se estende sobre o Oceano Atlântico.
Sem dinheiro para as portagens, nem vontade de viajar em alta velocidade a jornada leva-os à redescoberta de antigos caminhos e ao prazer quase esquecido da deslocação com tempo e com um grande objetivo, ver o mar.
Em cada sítio onde param para pernoitar encontram-se com as gentes da terra. Comem, bebem, confraternizam, apaixonam-se, vivem grandes aventuras. Inspirado em alguns dos episódios mais emblemáticos do clássico de Cervantes este é um espetáculo concebido, criado e vivido em andamento … lento.
AoMAR gira à volta desta e outras grandes questões: a forma como nos relacionamos com o tempo e com o espaço (o nosso e o dos outros), a relação entre as tão dispersas realidades do interior e do litoral, a memória do passado, os desafios do presente e o sonho de um amanhã com boa comida e bom tempo.

FICHA ARTÍSTICA
Ideia original e Direção artística | Graeme Pulleyn
Encenação | Patrick Murys
Composição e direção musical | César Prata
Vídeo | Leandro Silva
Interpretação | Graeme Pulleyn e Ricardo Augusto
Convidados especiais | Luís Fernandes e Suzete Marques
Direção técnica | Cristóvão Cunha
Design de comunicação, fotografia e teasers | Luís Belo
Captação de som (vídeo) | Pedro Balazeiro
Assessoria de imprensa e conteúdos | Susana Morais
Direção de produção | Guida Rolo
Assistência de produção | Daniela Esteves e Mirele Alexandre

QUEM?
Uma produção Graeme Pulleyn

O QUÊ?
Espectáculo de Teatro

PARA QUEM?
Público Geral

DURAÇÃO
90 minutos

QUANDO?
21 de agosto, 2021. 21h30

ONDE?
Incubadora do Centro Histórico
Viseu, Portugal