Os Guardas do Museu de Bagdad é um texto teatral de José Peixoto que retrata os últimos momentos antes do saque do Museu Nacional do Iraque em Bagdad durante a guerra de 2003.
O conservador do museu e um guarda esperam a inevitável entrada das tropas que irão saquear e destruir inúmeras peças de arte, insubstituíveis obras do patrimônio iraquiano e mundial.
A peça gira à volta de grandes questões sobre a relação do ser humano com a Arte: Será a Arte um luxo, ou uma necessidade básica? Até que ponto é que o homem, ou a mulher se devem sacrificar, (a si próprio e aos seus) em nome da arte e do património? Qual é o papel da Arte em situações de guerra ou em momentos extremas da nossa vida coletiva?
Mais do que um espetáculo isto é uma experiência artística imersiva em que o público mergulha num mundo composto por palavras, sons e imagens, como se visitasse um museu de emoções e de sensações. Atores aparecem e desaparecem por entre espectadores  que circulam livremente num espaço mais próximo de uma sala de exposições do que de um teatro. As imagens de Rafaela Farias tecem enredos visuais nas paredes brancas e nos corpos dos atores. As palavras de José Peixoto pairam no ar, pintando outros quadros de heroísmo, angústia, conflito, amor e antecipação. As personagens vivem algures entre a realidade e a fantasia, entre o público e o privado, entre a esperança e o desespero.
A cima de tudo pretendemos devolver ao teatro e a Arte em geral a sua capacidade de provocar debate, de nos tirar da indiferença do nosso conforto e de nos obrigar a pensar e a sentir um presente honesto e um futuro sonhado conscientemente.

Residência artística e apresentação de trabalho em desenvolvimento

Texto – José Peixoto
Encenação – Graeme Pulleyn
Vídeo – Rafael Farias
Interpretação – Gabriel Gomes, Graeme Pulleyn, Joana Martins, Sofia Moura

Esta atividade acontece integrada na programação do festival Mescla

QUEM?
Com Graeme Pulleyn, Gabriel Gomes, Sofia Moura, Joana Martins, José Peixoto e Rafael Farias

O QUÊ?
Leitura encenada

PARA QUEM?
Todos os públicos

DURAÇÃO
60 minutos

QUANDO?
6 de Julho, 2019 (sáb.) – 22h30

ONDE?
Incubadora do Centro Histórico
Viseu, Portugal

MAIS INFORMAÇÕES
www.mesclaviseu.pt